Lista de Espera para Transplante Renal com doador falecido

 

Como funcionam as listas de espera de transplantes?

A Lista Única Nacional é formada pelo conjunto das Listas Estaduais que, por sua vez, são formadas pelas Listas Regionais.

O que se precisa entender sobre a lista de espera:

a) não é uma fila, onde quem chega primeiro tem preferência. O que determina a preferência é a compatibilidade entre o doador e o receptor. Sendo satisfeita a exigência da compatibilidade, outro ponto determinante da escolha do receptor é a urgência do transplante.
No caso do transplante renal a única situação de urgência é a impossibilidade total de acesso para hemodiálise, ou seja, aquele paciente que não pode mais realizar a hemodiálise por impossibilidade de acesso (não tem fístula e não se consegue mais o implate de cateteres).

b) No caso de empate, ou seja, dois pacientes com a mesma compatibilidade o tempo de espera e outras carcaterísticas são utilizadas como criterios de desempate.

Para a consulta na lista deve-se conhecer o RGCT (registro da central de transplantes) que deve ser obtido com as equipes de transplante ou com os centros de diálise a qual esta vinculado.

Pode-se então consultar a posição no link abaixo:

Posição em Lista de Espera para Rim

Posição em lista para Transplante de Pâncreas e Rim